quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Essa tal proclamação da república


Não achei que seria tão óbvio e tão frequente ir a lançamentos de livros depois que eu virasse realmente uma jornalista.
De qualquer forma, ontem foi dia.

Edison Veiga, jornalista do Estado de São Paulo, nosso amiguinho lá do trabalho (está na lista do "pra ele eu ligo, com carinho") lançou ontem Essa tal proclamação da República, pela editora Panda.

Cheguei em casa e devorei o livro - ok, é um livro fino - e já estou quase no final.
Ele trata de um jeito bem humorado da época de Pedros, Benjamins, Duques, monarquistas e republicanos.
Nada de aula de história chata da época da escola.
É gostoso de ler e, como todo bom jornalista, Edison procurou por fatos curiosos e que não costumam ser divulgados por aí nas (mais uma vez) chatas aulas de história da época da escola.

É bom pra dar uma clareada na nossa cabeça e saber como rolou tudo isso, de onde vem o hino nacional, o hino da república e - por que não? - como o Brasil deu no que deu.

Despretencioso, o livro é irreverente, cheio de ilustrações e comentários do autor.
É leve, desses que a gente leva para a praia num feriado e depois sobe a serra com mais conteúdo na cabeça.

(Se o feriado for 15 de novembro, depois a gente finge que tem boa memória e tudo o que disse sobre o motivo do feriadão é porque lembra das chatas aulas de história da época da escola)


Um comentário:

Atacamita Bambucha disse...

Adorei!!! :D

Obrigada pela sugestão de mais um excelente livro para uma [também] devoradora nata de livros.