sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Vale Tudo!


Começo este blog com nada mais nada menos que Tim Maia do Brasil.
Aproveitei o estado de dilúvio em que Campinas se encontra nos últimos dias e devorei a biografia de um dos maiores - se não o maior - cantores de funk soul tupiniquim.
Nelson Motta desenrola toda a trajetória de Tim Maia com uma naturalidade que só um grande amigo poderia ter.

"Tião Marmiteiro", como era chamado na infância por fazer as entregas das marmitas feitas pelo pai, também foi conhecido depois de famoso como "o cantor que mais falta aos seus próprios shows".
E era mesmo. Se desse na louca, ele não ia, tirava o telefone do gancho e não tinha ninguém no mundo que o fizesse mudar de idéia.
Uma vez, foi convidado para fazer um show na festa de final de ano da agência DM9. O convite era assim: "Espero que você e o Tim Maia compareçam". Ele odiou. Chamou a imprensa e disse que não ia mais. E ponto. Isso com metade do cachê já no bolso - cerca de 5 mil dólares. A agência se desculpou e disse para ele ficar com o cachê.

As drogas o corroeram por dentro e por fora. Tim Maia vivia num ritmo frenético e praticava o que chamava de triathon: a mistura de álcool, maconha e cocaína.
Genioso, de personaldiade forte, brigava com todos ao seu redor e em segundos fazia as pazes.
No livro, Nelson Motta não deixa de mostrar o lado humano do astro. O cantor era um cara generoso com os amigos e caridoso com as crianças e com os menos favorecidos. Jamais se esqueceu que sua origem foi de uma família humilde.
O livro é imperdível para quem quer conhecer não só a história desse grande músico e compositor - que ralou muito para ser Tim Maia do Brasil e entrou para a história da música brasileira, sem sombra de dúvidas como um ícone de uma geração inteira - como também a história da música no Brasil. Bem contextualizado, dá pra conhecer melhor sobre Roberto e Erasmo Carlos, Rita Lee - grande amiga de Tim - Marisa Monte e diversos outros nomes da música brasileira.
Recomendo já!

"Se for pra fazer você feliz,
eu largo tudo, eu faço tudo,
eu quero mais, eu peço bis.
Mas vou lhe avisar,
eu não quero mais sofrer,
já cansei de chorar,
e não posso mais perder,
nenhum tempo com coisas
que não são firmeza"


Sacou?